Paulo Corrêa entrega relatório da CPI da JBS ao presidente Junior Mochi

21/11/2017

img_1322_1

O deputado estadual Paulo Corrêa entregou nesta terça-feira (21/11) o relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das Irregularidades Fiscais e Tributárias de Mato Grosso do Sul ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi.

 

Paulo Corrêa foi o presidente da Comissão que investigou os cinco TAREs (Termos de Ajuste de Regime Especial), firmados entre a JBS e o Estado nos últimos anos e, junto com o relatório da CPI, ele devolveu também a Junior Mochi os pedidos de impeachment do governador Reinaldo Azambuja que fundamentaram a abertura da CPI.

“Nós provamos que a JBS é devedora dos impostos de Mato Grosso do Sul. Movemos uma ação no valor de 730 milhões e o Estado fica, a partir de agora, responsável por realizar todos os procedimentos legais. A Secretaria de Fazenda já cancelou todos os TAREs, demonstrando com isso que a JBS precisa provar que não cometeu falhas. Mas, temos certeza do que descobrimos com as investigações, tanto que eles deixaram 750 milhões em garantias reais para o Estado em um acordo firmado perante a justiça. Agora estamos entregando essas garantias ao estado. Na Assembleia vamos continuar investigando porque esse é o papel do Poder Legislativo”, disse o presidente da CPI, deputado Paulo Corrêa.

De acordo com ele, ainda esta semana o relatório final da CPI deve ser entregue também à Secretária de Fazenda e posteriormente a outros órgãos.

Suspensão dos TAREs

O Governo do Estado publicou no Diário oficial desta terça-feira (21/11) a suspensão dos cinco Termos de Ajuste de Regime Especial firmados com a JBS e que garantiam à empresa benefícios fiscais em trocas de investimentos no Estado que, de acordo com a CPI, não foram feitos. Foram suspensos os Termos 149/2007, 657/2011, 862/2013, 1028/2014 e 1103/2016

A suspensão também foi um pedido da CPI após a conclusão dos trabalhos e ficará mantida até que a Sefaz conclua a auditoria interna para avaliar se a JBS descumpriu os termos na totalidade ou parcialmente.

Ao assinar o acordo de troca de garantias no mês passado, os representantes da JBS também anunciaram uma autoria externa com o objetivo de provar que cumpriram parte dos acordos. Agora a empresa terá 20 dias de prazo para se defender.

Para o presidente da CPI, mesmo tendo cumprido parcialmente os acordos, a JBS já é ré confessa e vai ter que devolver dinheiro ao Estado. “Eles confessaram publicamente durante os trabalhos da CPI que deixaram de fazer investimentos nas oito unidades frigoríficas e nós temos as cartas de confissão. Então, de qualquer forma a JBS deve dinheiro à Mato Grosso do Sul e terá que devolver”, finalizou Paulo Corrêa.

 

 

 


Notícias Relacionadas


Educação

Campo Grande

12/07/2018

Status da Obra:


Aparelho de ar condicionado na Escola Estadual Padre José Scampini

O deputado Paulo Corrêa viabilizou junto ao Sesi a doação de 20 aparelhos de ar condicionado para serem instalados na Escola Estadual Padre José Scampini, localizada no bairro Coophavila II, em Campo Grande. 



Educação

Campo Grande

12/07/2018

Status da Obra:


Aparelho de ar condicionado na Escola Estadual Maria Eliza Bocayuva

O depuputado Paulo Corrêa viabilizou junto ao Sesi a doação de 17 aparelho de ar condicionado para serem instalados nas salas de aulada Escola Estadual Maria Eliza Bocayuva Corrêa da Costa, na vila Margarida, em Campo Grande. 



Infraestrutura

Figueirão

07/07/2018

Status da Obra:


Manutenção da rodovia MS-436

Paulo Corrêa solicitou ao Governo do Estado a manutenção da MS-436 entre os Municípios de Alcinópolis e Figueirão.



Infraestrutura

Naviraí

21/06/2018

Status da Obra:


Ponte de Concreto sobre o Rio Tejuí

O deputado Paulo Corrêa solicitou ao governo do Estado, por meio de indicação apresentada na Assembleia, a construção de uma ponte em concreto sobre o Rio Tejuí, com extensão de 18 metros por 6,50 metros de largura e 5 metros de lâmina d'água, no município de Naviraí.

 



Infraestrutura

Naviraí

21/06/2018

Status da Obra:


Cedência do pátio e do barracão da oficina da 7ª RR

Paulo Corrêa solicitou ao governo do Estado, por meio de indicação apresentada na Assembleia, a cedência de parte do pátio e do barracão da oficina da 7ª RR - Agência Regional de Naviraí, com o objetivo de ser utilizado pela administração municipal, para estacionamento e manutenção da frota municipal referente ao transporte escolar.


Paulo Corrêa Nas redes sociais

Siga o Deputado nas redes sociais e acompanhe o ele está fazendo pelo desenvolvimento do nosso Mato Grosso do Sul